Informações do Curso

Tipo do Curso: Presencial Status do Curso: Em Andamento Investimento: R$ 1.450,00

Mediação e conciliação Judicial - Módulo Teórico


MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO – MÓDULO TEÓRICO - CURSO PRESENCIAL

EM BELO HORIZONTE – 40 horas – MAIO E JUNHO /2019

As aulas ocorrerão nos dias 31 de maio, 01, 02, 14, 15 e 16 de junho, as 6ªs, sábados e domingos, sendo que às 6ªs, dias 31/05 e 14/06, as aulas serão de 12 às 21 com 1 h de intervalo; aos sábados, dias 01 e 15/06, as aulas serão de 09 as 18 com 1 h de intervalo; e aos domingos, dias 02 e 16/06 as aulas serão de 
8:30 as 12:30.
   

O INDIC

O INDIC – Instituto Nacional de Direito e Cultura é uma entidade sem fins lucrativos credenciada junto ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais para oferecer o curso de capacitação em Mediação e Conciliação Judicial.

Em razão do credenciamento junto ao TJMG*, este curso segue as diretrizes do Conselho Nacional de Justiça e, portanto, utilizaremos como referência durante todo o curso o material pedagógico do CNJ (slides, vídeos e Manual de Mediação Judicial).
*Portaria nº 109/2018 da 2º Vice-Presidência do TJMG.

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO OFERECIDO PELO INDIC - MÓDULO TEÓRICO – FORMATO PRESENCIAL 

Para ser Mediador Judicial é necessária a realização, em órgãos do Poder Judiciário ou em instituições credenciadas, do Curso de Capacitação em Mediação e Conciliação, de no mínimo 100 horas, contemplando dois módulos: o Módulo Teórico, de 40 (quarenta) horas, e o Módulo Prático, de 60 (sessenta) horas.

Você poderá optar também pela capacitação em mediação extrajudicial. Neste caso, o Módulo Teórico é idêntico ao modelo judicial e o Módulo Prático 60 horas de prática simulada.      
               
Para receber a Declaração de Conclusão do Módulo Teórico, é necessária a frequência de 100% no curso e de entrega do Estudo Dirigido. Dessa forma, além das atividades que têm o propósito exclusivo de auxiliar o aprendizado, teremos atividades que também devem ser realizadas por serem condição de obtenção da Declaração de Conclusão. Para que seja considerado entregue o Estudo Dirigido, será necessária a realização de todas as atividades avaliativas, bem como a entrega do questionário final avaliativo do curso que será encaminhado por e-mail quando o módulo terminar.

Para realizar o Módulo Prático, que deverá ser pago de forma separada na época em que contratado, é preciso que o aluno já tenha finalizado o Módulo Teórico, com o aproveitamento necessário.

INVESTIMENTO

O investimento para a realização do Módulo Teórico do Curso de Capacitação em Mediação e Conciliação oferecido pelo INDIC é de R$ 1.450,00 (Hum mil quatrocentos e cinquenta reais) à vista* e contempla as aulas presenciais, que ocorrerão em Belo Horizonte, na Av. Afonso Pena, 3355, salas 207 e 208. Contempla, ainda, a supervisão ao longo do curso e o acompanhamento das atividades e análise do Relatório, bem como a expedição do certificado.

Esse valor não contempla o módulo prático, que deve ser pago à parte, após a conclusão do módulo teórico. O valor atual do módulo prático é de R$ 2.400,00 à vista.

*consulte-nos sobre desconto para cartório

OBJETIVO DO MÓDULO TEÓRICO DO CURSO DE CONCILIAÇÃO E MEDIAÇÃO

Depois de realizar o curso (Módulo Teórico) você será capaz de:

•         Compreender a Política Pública de Tratamento Adequado de Conflitos do Poder Judiciário brasileiro, seus fundamentos, as atribuições e objetivos de cada órgão responsável pela implantação dessa política.
•         compreender o conflito e seu desenvolvimento, bem como conhecer as diferentes formas de abordá-lo.
•         compreender as dinâmicas relacionais competitivas e cooperativas e suas consequências.
•         conhecer os diferentes tipos de negociação, seus conceitos e suas técnicas essenciais.
•         compreender o que é mediação de conflitos, seus objetivos, agentes e procedimento.
•         compreender a atuação do mediador judicial e a importância de sua formação, do uso das técnicas, identificar as diversas competências esperadas nessa atuação, bem como os indicadores de qualidade dos programas de mediação judicial
 
Conteúdo programático:
a) Panorama histórico dos métodos consensuais de solução de conflitos. Legislação brasileira. Projetos de lei. Lei dos Juizados Especiais. Resolução CNJ 125/2010. Novo Código de Processo Civil, Lei de Mediação.
b) A Política Judiciária Nacional de tratamento adequado de conflitos Objetivos: acesso à justiça, mudança de mentalidade, qualidade do serviço de conciliadores e mediadores. Estruturação - CNJ, Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos e Cejusc. A audiência de conciliação e mediação do novo Código de Processo Civil. Capacitação e remuneração de conciliadores e mediadores.
c) Cultura da Paz e Métodos de Solução de Conflitos Panorama nacional e internacional. Autocomposição e Heterocomposição. Prisma (ou espectro) de processos de resolução de disputas: negociação, conciliação, mediação, arbitragem, processo judicial, processos híbridos. d) Teoria da Comunicação/Teoria dos Jogos Axiomas da comunicação. Comunicação verbal e não verbal. Escuta ativa. Comunicação nas pautas de interação e no estudo do interrelacionamento humano: aspectos sociológicos e aspectos psicológicos. Premissas conceituais da autocomposição.
e) Moderna Teoria do Conflito Conceito e estrutura. Aspectos objetivos e subjetivos.
f) Negociação Conceito: Integração e distribuição do valor das negociações. Técnicas básicas de negociação (a barganha de posições; a separação de pessoas de problemas; concentração em interesses; desenvolvimento de opções de ganho mútuo; critérios objetivos; melhor alternativa para acordos negociados). Técnicas intermediárias de negociação (estratégias de estabelecimento de rapport; transformação de adversários em parceiros; comunicação efetiva).
g) Conciliação Conceito e filosofia. Conciliação judicial e extrajudicial. Técnicas (recontextualização, identificação das propostas implícitas, afago, escuta ativa, espelhamento, produção de opção, acondicionamento das questões e interesses das partes, teste de realidade). Finalização da conciliação. Formalização do acordo. Dados essenciais do termo de conciliação (qualificação das partes, número de identificação, natureza do conflito...). Redação do acordo: requisitos mínimos e exequibilidade. Encaminhamentos e estatística. Etapas (planejamento da sessão, apresentação ou abertura, esclarecimentos ou investigação das propostas das partes, criação de opções, escolha da opção, lavratura do acordo).
h) Mediação Definição e conceitualização. Conceito e filosofia. Mediação judicial e extrajudicial, prévia e incidental; Etapas – Pré-mediação e Mediação propriamente dita (acolhida, declaração inicial das partes, planejamento, esclarecimentos dos interesses ocultos e negociação do acordo). Técnicas ou ferramentas (co-mediação, recontextualização, identificação das propostas implícitas, formas de perguntas, escuta ativa, produção de opção, acondicionamento das questões e interesses das partes, teste de realidade ou reflexão).
i) Áreas de utilização da conciliação/mediação Empresarial, familiar, civil (consumeirista, trabalhista, previdenciária, etc.), penal e justiça restaurativa; o envolvimento com outras áreas do conhecimento.
j) Interdisciplinaridade da mediação Conceitos das diferentes áreas do conhecimento que sustentam a prática: sociologia, psicologia, antropologia e direito.
k) O papel do conciliador/mediador e sua relação com os envolvidos (ou agentes) na conciliação e na mediação os operadores do direito (o magistrado, o promotor, o advogado, o defensor público, etc) e a conciliação/mediação. Técnicas para estimular advogados a atuarem de forma eficiente na conciliação/mediação. Contornando as dificuldades: situações de desequilíbrio, descontrole emocional, embriaguez, desrespeito.
l) Ética de conciliadores e mediadores O terceiro facilitador: funções, postura, atribuições, limites de atuação. Código de Ética – Resolução CNJ 125/2010 (anexo).

PARA GARANTIR A SUA VAGA

A sua vaga somente estará reservada após feito o pagamento à vista, depósito ou transferência bancária, à prazo parcelamento pelo pagseguro.

Além de realizar o pagamento, para completar sua inscrição você deve apresentar CURRÍCULO, com os dados que constam no modelo sugerido no final da presente correspondência, bem como cópia simples dos seguintes documentos, que podem ser encaminhados escaneados para cursosindic@gmail.com .

1- Identidade e CPF – com os nomes atuais (se a pessoa alterou o nome e ainda não alterou os documentos, necessário apresentar a certidão do registro civil respectiva, na qual conste o nome alterado);
2- Diploma do curso superior;
3- Comprovante de endereço (aceitam-se contas de água, luz, telefone) – se a conta estiver em nome do cônjuge, necessário apresentar cópia da certidão de casamento. No caso de contrato de aluguel, apresentar o comprovante em nome do locador e o contrato. Se residir na casa dos pais, apresentar o comprovante em nome de um dos genitores e fazer declaração de que reside com eles.

SUGESTÃO DE CURRÍCULO (PODE SER EM OUTRO FORMATO, DESDE QUE COM TODOS OS DADOS ABAIXO)

NOME
[Endereço, Cidade, Estado CEP] | [Telefone] | [E-mail]
 

Educação 
[sempre em ordem cronológica inversa. Da mais recente para a mais antiga]
[GRAU] | [DATA DE OBTENÇÃO] | [ESCOLA]

Idiomas
[especifique o idioma e o grau de proficiência]

Habilidades e Competências
[procure destacar algumas habilidades comportamentais e características pessoais que podem ser importantes para a vaga pretendida]

Experiência
[sempre em ordem cronológica inversa. Da mais recente para a mais antiga. No caso de estudantes, destaque projetos universitários, estágios, experiência em empresas juniores, atléticas e diretórios acadêmicos]
 
[CARGO] | [EMPRESA] | [DATAS DE - ATÉ]
• Este é o lugar para uma breve síntese das responsabilidades principais e conquistas mais impressionantes.

[CARGO] | [EMPRESA] | [DATAS DE - ATÉ]
• Este é o lugar para uma breve síntese das responsabilidades principais e conquistas mais impressionantes.
 
O INDIC prima pela qualidade das suas aulas. Aguardamos você!


Equipe INDIC

 

(*) O curso só ocorre com no mínimo 12 alunos